×

Utilize o teclado para navegar, com Ctrl + nº da tecla

Ctrl + 1 (menu) Ctrl + 2 (conteúdo) Ctrl+ 3 (busca) Ctrl + 4 (mapa) Ctrl + 0 (acessibilidade)

A +

A -

Padrão


Original

Contraste
Ouvidoria

201
Municípios Consorciados

Notícias

Boletim hidrometeorológico integrado voltado para abastecimento urbano – 27/03/2020

Data de publicação: 27 de março de 2020


Boletim Hidrometeorológico Integrado desenvolvido para avaliação dos impactos das condições hidrológicas no abastecimento urbano

 

Está sendo lançado nesta sexta-feira, dia 27 de março de 2020, o primeiro Boletim Hidrometeorológico Integrado voltado para abastecimento urbano. Construído pela Defesa Civil de Santa Catarina, em conjunto com demais órgãos importantes do Estado relacionados à recursos hídricos, como a SDE, ARESC e ARIS. As informações do Boletim Integrado serão atualizadas a cada quinze dias e divulgadas nos sítios eletrônicos das respectivas instituições.

 

A objetivo principal do boletim é apresentar o monitoramento das condições hidrológicas dos rios do estado de Santa Catarina e avaliar os impactos exclusivamente no abastecimento urbano nos municípios, bem como divulgar com transparência a situação aos usuários, titulares e demais stakeholders.

 

Além da análise da distribuição da precipitação observada em Santa Catarina e da previsão estendido do tempo, o Boletim Integrado indica a situação hidrológica atual no Estado, bem como a condições do abastecimento urbano em cada município, considerando as condições: Normal, Atenção, Alerta e Crítico. Os municípios que estão em estado crítico de abastecimento urbano são destaques no documento, para demonstrar que os mananciais de captação estão sendo afetados pelas condições hidrológicas, havendo necessidade de intervenções no sistema de abastecimento de água pelos prestadores de serviço e adoção de medidas emergenciais para minimização do impacto aos usuários.

 

Neste primeiro Boletim Integrado, 27 municípios se encontram em estado crítico, cujas situações mais graves foram registradas no Oeste de Santa Catarina. Ainda, de acordo com as previsões de chuva para os próximos 15 dias, as condições dos níveis dos rios possuem tendência de agravamento, havendo necessidade de intervenções imediatas a fim de mitigar as condições de abastecimento severamente prejudicadas.

 

As concessionárias estão adotando as medidas necessárias para garantir o abastecimento para a população urbana. Uma grande preocupação está com a população rural que não é atendida pelas concessionárias e que são abastecidas por poços, acudes e ribeirões que estão secando.

 

As Defesas Civis Municipais antão atendendo muitas comunidades com a disponibilização de carros pipas e solicitado para a SDE a autorização para perfuração de novos poços. A Defesa Civil Estadual está levantando as situações desses municípios e avaliando como o estado pode apoiá-los nesse abastecimento.

 

Desta forma, solicita-se da população o uso consciente da água potável com a adoção de medidas de simples como:

 

1) Evitar o desperdício,

2) Cheque vazamentos e não deixe torneiras pingando. Um gotejamento simples pode gastar cerca de 45 litros de água por dia.

3) Antes de lavar pratos e panelas, limpe os restos de comida com uma escova, toalha de papel, guardanapo ou esponja e jogue no lixo.

4) Deixe pratos e talheres de molho antes de lavá-los. Ensaboe toda a louça e depois enxágue todas as peças.

5) Aproveite a água da chuva para regar as plantas e o jardim. As plantas absorvem mais água em horários quentes. Opte, portanto, por regar as plantas de manhã cedo ou no fim do dia.

6) Em vez da mangueira, use vassoura e balde para lavar pátios e quintais. Uma mangueira aberta por 30 minutos libera cerca de 560 litros de água.

7) Reaproveite a água da sua máquina de lavar para lavar a calçada ou nos vasos sanitários.

8) Não tome banhos demorados. Uma ducha durante 15 minutos consome 135 litros de água.

9) Saber ler o hidrômetro é muito simples e pode ajudar a detectar problemas como vazamentos, percebidos pelo consumo fora do normal.

 

Faça a sua parte e evite o desperdício. O uso consciente da água potável para preservação da saúde de todos os usuários se faz necessário, ainda mais neste momento de emergência, cuja água se mostra o principal instrumente de combate à COVID-19.